Mesa redonda de desenvolvedores e outras coisas que estamos fazendo




Vocês devem ter percebido que alguns dos posts anteriores ficaram um pouco menores do que estamos acostumados a fazer. Isto tem motivo.


Não é preguiça nem falta de inspiração, pessoal, é porque realmente estamos trabalhando para colocar todas as novidades nos trilhos. É um pouco mais complicado do que parece, ainda mais porque ainda temos mais surpresas para pular dessa caixa ainda esse mês. 

Estamos com mais jogos, de diversos desenvolvedores, para serem publicados e linkados no blog. Temos o apoio de vários desenvolvedores nacionais (aos quais eu já agradeço imensamente) e estamos buscando o apoio de mais desenvolvedores internacionais, em busca de cada vez mais conteúdo para vocês.

Enquanto isso, ainda fazemos mais jogos para vocês, pois afinal de contas isso é a parte principal!

Mesa redonda de desenvolvedores: gravações e o tema da próxima


Antes de tudo peço desculpas a toda a comunidade de desenvolvedores, que pediu os conteúdos da nossa primeira mesa de desenvolvedores. Eu tive alguma dificuldade para editar o material de forma que ficasse mais interessante, por isso mesmo demorou um pouco, mas agora consegui.  O áudio estará no soundcloud e os links no fim desta postagem.
Além disso, já estamos organizando a próxima mesa de desenvolvedores, que ocorrerá dia 19/03 no Lab Jogos, Provavelmente a partir das 15:00.
O tema é “como os desenvolvedores podem fazer com que os jogos sejam mais interessantes para as mulheres”.
Assumo que o tema assusta um pouco, pois a linha entre definição de público alvo e machismo é profundamente tênue dentro desse assunto. Além disso, existe toda uma movimentação da comunidade nerd, que é muito maior que a comunidade boardgamer, por incluir os jogadores de jogos digitais e etc, contra o machismo inerente em nosso meio.
Como esta é uma discussão extremamente importante, mas tem seu devido para ocorrer, decidimos focar nas responsabilidades que os desenvolvedores de jogos têm na situação, pois como os responsáveis pelo que será apresentado para as editoras, temos um papel a desempenhar na mudança desse paradigma.
Além disso, queremos convidar todas as jogadoras para trazer suas impressões sobre o que vem sendo lançado e o que elas esperam da produção nacional, lembrando que gravaremos esta mesa também e disponibilizaremos, gratuitamente, todo o conteúdo no soundcloud.

Ouça agora mesmo no soundcloud :
Parte 1 


Vocês devem ter percebido que alguns dos posts anteriores ficaram um pouco menores do que estamos acostumados a fazer. Isto tem mot...

2 comentários:

  1. Interessante, pra variar, a mulher em segundo plano nos entretenimentos. Vamos salvá-las.

    Yscalybur

    ResponderExcluir
  2. Esse é o segredo... elas não precisam ser salvas, e nem perseguidas.

    ResponderExcluir