Um tour por Atlântia parte 2 e as consequências para o jogo




Hoje continuamos o Tour por Atlântia (leia a parte 1 aqui) e falamos de algumas das possibilidades que isto pode acarretar para o jogo em si.




Um lore rico , no caso do Machna, não foi uma simples coincidência: eu já vinha trabalhando nestas histórias em formato de livro antes de começar o jogo e só ví que elas combinavam, então fundi os dois projetos, e eles vêm se complementando muito bem.
ok. Chega de conversa e vamos direto ao Assunto, as outras 3 Cidades Nação e as consequ^neicas disso para o jogo.


Nova Galícia: O estopim do concílio de Atlântia e lar dos soldados mais destemidos do continente, Nova Galícia sempre foi uma colônia espanhola belicosa, entrando e conflito por territórios com seus vizinhos ainda enquanto colônia espanhola. Além disso, é um dos maiores celeiros de Atlântia, disputando o cargo com St. John. Enquanto Cidade Alta tem sua tecnologia a vapor mais desenvolvida, Nova Galícia desenvolve os armamentos mais atuais, fornecendo armamentos para vários exércitos e armadas ao redor do mundo.

St. John: A antiga colônia britânica de St. John é a maior extratora de minério de ferro de toda a Atlântia, encontrando também os maiores veios de ouro de todo o continente. Apesar de o continente ser rico em ouro quem quase toda a sua extensão. Além disso, esta Cidade Nação também tem as terras mais férteis do continente, juntamente com Nova Galícia, sendo fornecedor de alimentos para boa parte do Continente. Curiosamente, a grande quantidade de indianos faz com que St. John tenha, em alguns bairros, um estilo único e exótico.

Liberté: a Cidade Nação de liberte foi a responsável pela abolição total da escravatura dos Africanos, além do pacto de asilo a todo e qualquer africano que chegar à costa de Atlântia deixa de ser escravo. Apesar de uma noção extremamente polêmica para alguns, em Atlântia vem dado certo. Os ex-escravos vêm se adaptando à situação de liberdade e alguns até trabalham para voltar para a África, enquanto outros preferem trazer seus parentes e amigos para o continente. Além disso, Liberté tem a tradição dos melhores arquitetos, criando as construções mais resistentes e com novidades que poucos ainda possuem.

Como você pôde perceber, as possibilidades de negócios são tantas que somente vendo com os próprios olhos o senhor será capaz de compreender o que podemos oferecer. Fale com o seu corretor de investimentos e venha nos fazer uma visita!

E o que isto interfere com o jogo?

 

Existe a possibilidade de usarmos em uma expansão futura as habilidades e capacidades de cada uma das Cidades Nação para desenvolver poderes desiguais aos jogadores. Muitos costumam gosta disso. Não temos certeza se isto vai realmente acontecer, se pode depender de um financiamento coletivo para sair (a ideia de fazer disto uma meta estendida em um possível financiamento da versão física do Machina me fascina, sendo que todos iriam ter acesso assim que a meta fosse batida, já que seria acrescentada a expansão Em PNP também).
Quem sabe?
Só o futuro vai decidir

Hoje continuamos o Tour por Atlântia (leia a parte 1 aqui ) e falamos de algumas das possibilidades que isto pode acarretar para o jo...

0 comentários: