Labs, jogos e afins: o que temos em mente?


Artes inéditas do Seguem Alterações do Cliente, de Jonatas Bermudes




Existia uma ideia para o Lab Jogos desse mês, mas a gente decidiu, de última hora, mudamos um pouco de ideia. Tivemos nossos motivos, e vamos falar de alguns deles, além de outras coisas em questão, como os jogos que estamos para subir no Teia, novos projetos em mente e alguns detalhes sobre o projeto que talvez vocês ainda não saibam.


Por que é importante fazer o Seguem Alterações do Cliente?


Eu, Jordan, achei que o Segue Alterações do Cliente seria um jogo muito divertido e interessante, para quem é do mercado e de fora também, um jogo cheio de comédia e de atitudes que poderiam ser, dependendo do grupo, digna de um verdadeiro Cards Against Humanity.

Com o jogo e o desenvolvimento, porém, você começa a perceber o quanto as coisas podem ser ao contrário do que eu pensava, mais reveladoras do que eu jamais acreditei. Algumas pessoas decidem o que vai atingir milhares, é uma grande responsabilidade e mais do que isso, é uma missão inglória.
Falar de publicidade e ir além dos estereótipos, usar estes mesmos estereótipos para colocar as pessoas “nos sapatos” de uma equipe de comunicação é altamente desafiador, divertido e, acima de tudo, traduzível para um jogo, que pode ter a profundidade que o grupo quiser dar a ele. Segue Alterações do cliente é um party game, mas também é uma forma de mostrar como, de forma muito sintética, esse mercado funciona muitas vezes.

Mais do que afirmar-se como verdade, Segue Alterações do cliente brinca com toda a mitologia ao redor da publicidade e propaganda, design e similares, e nos faz pensar em formas alternativas de criar uma comunicação mais empática e menos unilateral.

Bem. É esse jogo que levaremos para testar no Lab desse sábado.

O campeonato do Campos do Caos será feito mês que vem, para dar tempo ás pessoas para treinarem, e para que possamos melhorar alguns aspectos, que incluem uma premiação.

Talvez tenhamos mais alguma novidade para o fim de semana, mas não garantimos nada

Artes inéditas do Seguem Alterações do Cliente, de Jonatas Bermudes

0 comentários: