5 dicas para fazer um Studio no mesmo estilo do Teia de Jogos




O Studio teia de Jogos Nasceu da minha vontade de fazer jogos de graça e ganhar com isso. Foi inicialmente uma experiência para verificar a plausividade de uma série de teorias que a minha cabeça fez em relação ao livro da Amanda Palmer, A arte de pedir (recomendo a leitura para todos os que fazem arte).





Com isso, e uma filosofia que manteve a gente ativo quando muitos teriam desistido, a gente continua por aí, e como estamos querendo virar editora, e percebemos que muitas pessoas gostariam de ter algo parecido com o nosso Studio, montei as 5 dicas que fizeram com que o Studio fosse adiante e conseguisse ser o que é hoje.

nosso primeiro logo ( muita gente achava que a gente era um Studio de Tatuagem)

1-      Tenha uma missão clara antes de começar, mas comece despretensioso

Antes de fundar o Studio, pense no que realmente você quer fazer. O que no mercado de jogos atual te incomoda e não tem ninguém fazendo nada a esse respeito? Pensa nisso e foca em um objetivo. No nosso caso o objetivo era “fazer dos PNPs algo sustentável para uma empresa”. A gente ainda ta nesse processo, mas já fizemos parcerias com empresas como Mandala, Redbox e Ace Studios, que liberaram PNPs completos de seus jogos!





Resultado de imagem para Super Sam
Arte: Maurício Melo: Devian Art do Autor https://mauricio-melo.deviantart.com/art/Super-Sam-El-Chapulin-Colorado-616009650

2-      Monte uma estrutura que consegue resolver tudo "inhouse", preferencialmente sem investimento financeiro.

Eu sempre procurei, quando estava chamando os sócios para o Studio, conciliar pessoas com vários talentos e com disposição para arriscar um pouco de tempo. Eu investi um monte de tempo, que eu podia estar com a minha família ou amigos, me divertindo ou trabalhando em algo que me rendesse retorno financeiro imediato, mas preferi investir esse meu tempo em uma ideia de colocar jogos disponíveis para todo mundo. Preferi procurar pessoas dispostas a dividir o risco comigo e a me aturarem (eu sou chato, exigente e tals)









Poster de uma antiga campanha nossa

3-      As pessoas precisam te conhecer: facilite isso

O PNP é uma excelente forma de ter um portfólio online fácil e eficiente para mostrar para as pessoas o que eu sou capaz de fazer como designer, fora que me ajudou a agilizar meus processos como designer. Jogo bom é jogo pronto, e jogo pronto tem de começar a render para o autor, seja grana, seja em divulgação. Existem várias formas de fazer isso, descubra uma e mande bala.













4-      Foque na comunidade que vai se formar ao seu redor

Enquanto você está crescendo, identifique as pessoas que vão conseguir te ajudar a crescer e vá oferecendo pequenos agrados a elas. É o que fizemos com o Padrim, mas você pode usar essa ou outras formas. Fique totalmente à vontade e aprenda com seus erros.


5-      Nada está escrito em pedra

Não tenha medo de ousar (especialmente se você conseguiu o modelo sem investimento financeiro) e não tenha medo de errar. Erramos muito com o Teia, e vira e mexe um erro desses vem cobrar sua taxa. Mas aprendemos com isso, e nos tornamos mais adaptáveis às demandas de um mercado que cresce e que está em constante mudança.

Curtiu as dicas? Comente conosco o que você acha e as suas experiências!

O Studio teia de Jogos Nasceu da minha vontade de fazer jogos de graça e ganhar com isso. Foi inicialmente uma experiência para verifi...

Um comentário:

  1. Obrigado pelas dicas Jordan. O trabalho de vocês é muito bom. Desejo sucesso a vocês como editora. Abraço.

    ResponderExcluir